segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Revezamento 25 Horas Nadando retornou à UnB

Eu tô voltando pra casa” foi o lema deste ano
Depois de realizadas quatro edições em outros centros esportivos em Brasília, a 21ª edição do Revezamento Aquático 25 Horas Nadando marcou o retorno do maior evento aquático da região Centro-Oeste, ao Parque Aquático, da Universidade de Brasília (UnB). Também foi o primeiro evento realizado após a reinauguração desse complexo, que recebeu o nome do Professor William Passos, uma referência no ensino de atividades aquáticas e um dos integrantes da equipe que criou o curso de Educação Física na UnB. A competição ocorreu das 10 horas de 23 de agosto (sábado), até 11 horas de 24 de agosto (domingo) de 2014.
E o revezamento vai começar...
Na cerimônia de abertura, estiveram presentes o secretário de esporte do Governo do Distrito Federal, professor Célio Renê Trindade; o senhor Adelmir Santana, presidente do SESC; a presidente do Conselho Regional de Educação Física da 7ª Região, professora Cristina Calegaro; e o diretor da Faculdade de Educação Física da UnB, professor Jake Carvalho do Carmo, que acionou a buzina que determinou o início do revezamento. Representando o magnífico reitor da UnB, professor Ivan Marques de Toledo Camargo, esteve presente no Parque Aquático, a professora Sônia Báo, vice-reitora da UnB.
Esq, para dir.: Prof. Jake do Carmo, diretor da FEF-UnB; sr. Adelmir Santana, presidente do SESC; prof. Célio Trindade, Secretário de Esporte do Distrito Federal; e prof. Cristina Calegaro, presidente do Conselho Regional de Educação Física do Distrito Federal; na abertura do revezamento.
Mais uma vez foi uma grande festa para a sociedade do DF
Numa manifestação que comprovou, mais uma vez, que o praticante da natação se mobiliza nos eventos de sua modalidade, o 25 Horas Nadando foi novamente marcado pela presença de centenas de nadadores e mais de duas mil pessoas, entre amigos e familiares.
Participante da equipe organizadora desde 1993 e único remanescente do grupo que originalmente contava com doze integrantes, o professor Paulo Henrique Azevêdo destacou que “as 21 edições do evento representam a sua maioridade e maturidade, sendo um dos mais antigos eventos anuais da UnB e até do Distrito Federal que acontecem regularmente”.
Chegou a hora de nadar
O que é o Revezamento 25 Horas Nadando
Criado em 1990, por um grupo de professores da UnB, o evento chegou a ter 32 horas de atividades em cada etapa, mas em 1995 - na 6ª edição -, adotou a padronização de 25 horas e tornou-se um dos principais acontecimentos aquáticos do Brasil.
Cada raia pode ter mais de uma equipe, que deverão manter um atleta nadando durante todo o evento. Ao final, recebeu troféus: todas as equipes participantes; os nadadores feminino e masculino que nadarem mais; os nadadores feminino e masculino com a maior idade; e os nadadores feminino e masculino com a menor idade.
Paralelamente à competição foram propiciadas inúmeras atividades a todos os presentes, tanto para os nadadores, como para os demais presentes. Xadrez gigante, pebolim, apresentação de saltos ornamentais, shows de bandas de música, ping-pong fizeram parte das atrações.
Pebolim
Xadrez gigante
Ping-pong
Shows de bandas de música
Apresentação de saltos ornamentais
Muitas novidades no retorno pra casa
Diversas novidades aconteceram no evento, como uma maneira de registrar as 21 edições e o retorno às instalações da UnB.
Pela primeira vez os resultados foram apresentados em um telão de led, que também serviu para a projeção de vídeos. A equipe do Laboratório de Pesquisa sobre Gestão do Esporte – GESPORTE, preparou um vídeo com imagens do Revezamento Aquático desde a quinta edição, quando eram 32 horas nadando. As provas aquáticas, as gincanas, os bastidores e tudo mais que ocorreu nesse período foram projetados no telão, em diversos momentos nesta edição de 2014.
O telão foi uma das novas atrações
Outra novidade ficou por conta da criação da Vila dos Atletas, onde foram montadas grandes tendas que serviram de apoio à participação de todas as equipes. Como centenas de pessoas passam as 25 horas no evento, elas puderam descansar e se integrar aos demais colegas nesse espaço. Foi mais uma iniciativa do SESC-DF e que teve total aceitação do público presente. 
Entrada da Vila dos Atletas
Parte interna da Vila dos Atletas
O estado do Sergipe esteve muito bem representado
Uma equipe representou o estado de Sergipe na competição, tendo realizado viagem de ônibus, desde a capital, Aracaju e participado ativamente em todas as atividades do evento. Há que se destacar o espírito nobre dos professores de Educação Física que tornaram possível a vinda a Brasília e a participação de diversos atletas com deficiência, que enfrentaram a longa viagem e mostraram que podem nadar e participar de atividades com todo e qualquer grupo de pessoas.
O grande valor do evento: pessoas com deficiência competem e vencem
Outro destaque deste ano foi a quantidade de raias que tiveram participação de número expressivo de atletas com deficiência. Foram três raias e essa interação demonstra que é possível superar desafios físicos e mentais, associado a uma convivência saudável entre todos os participantes. Muita gente ficou impressionada com a capacidade de superação dos atletas que, a despeito de limitações físicas ou mentais, realizam a atividade aquática de maneira impressionante.
As equipes que tiveram atletas com deficiência em número significativo foram: Sarah; Guigo Lopes; e GED-SEED (de Sergipe). Parabéns a eles.
Atletas do Sarah antes de iniciarem a prova
Aqui não existe deficiência, mas muita eficiência
 
A segurança é elemento fundamental em todo o evento
De dia, à noite, de madrugada, o revezamento não para
De manhãzinha fazia um pouco de frio, à tarde o calor era intenso, à noite esfriou e, de madrugada, estava bem frio. Em todos os horários, os nadadores estavam animados e participaram com alegria da “festa da natação”. Veja as imagens abaixo.
Os participantes eram recepcionados desde a entrada do Centro Olímpico da UnB
Organização e animação se juntam para o sucesso do revezamento
O SESC também desenvolveu campanha contra o fumo
Além do telão, os resultados foram atualizados a cada hora em um painel
À noite o evento fica ainda mais bonito e animado
Vista do local do evento à noite
Outra vista do local do evento à noite
Mesmo à noite existiam fila de atletas para nadarem
Muito frio à noite, mas, acima de tudo, muita animação
Já se aproximava o final da prova
Terminou! Aí todo mundo pode cair na água
Todos aproveitam cada minuto antes da premiação
Outro momento após o final da prova
Os atletas começam a sair da piscina
A competição
O grande objetivo dos realizadores é a interação e a prática lúdica propiciada aos presentes, mas, também existe o lado competitivo que é importante e cabe ressaltar. A equipe do SESC foi a que percorreu a maior metragem e o resultado geral segue abaixo.
Resultado da competição
 O encerramento e a premiação
Aos final das 25 horas de intensos e agradáveis momentos, foi soada a buzina que determina o encerramento da prova e, como é praxe, os nadadores entram na piscina de maneira descontraída.
Em seguida realizada a cerimônia de premiação. Além dos troféus para todas as equipes, também foram reconhecidos os destaques individuais do 21º Revezamento 25 Horas Nadando. Dirigentes da UnB e do SESC entregaram os troféus às equipes e aos destaques.
Ao final, os participantes se reuniram para a premiação
Prof. Paulo Henrique, coordenador do evento, Prof. Ivan Camargo, reitor da UnB e senhor Adelmir Santana, presidente do SESC
Prof. Jake do Carmo entrega troféu a representante de equipe
Professor Guilherme Lopes, representante das equipes Raia 10 e Guigo Lopes, recebeu troféu do prof. Carlos Augusto, do SESC
Professor Álvaro Sérgio, do SESC, após entrega do troféu à representante da equipe do Sarah, prof. Ana Cláudia
Premiação de equipe, através de sua representante
Mais uma vez, o senhor Jovino José dos Santos, hoje aos 83 anos, foi o de maior idade na competição e nadou 1.300 metros
Senhora Maria Tereza de Souza que, aos 72 anos, nadou 500 metros
O presidente do SESC, Adelmir Santana, tece suas considerações sobre o revezamento
Reitor Ivan Camargo, anfitrião, pronuncia as palavras de encerramento
Premiação individual


O ensino e a extensão universitária juntos com o 25 Horas Nadando
O evento também é um laboratório da disciplina “Gestão de Eventos em Educação Física, Esporte, Saúde e Lazer”, para os alunos do bacharelado e da licenciatura em Educação Física da UnB.
Equipe atuando no controle de metragem nadada
Os discentes recebem treinamento e participam da comissão técnica, atuando no controle da atividade prática e apuração do resultado de cada participante do revezamento. Assim, o ensino e a extensão são fortalecidos por meio de um evento que oferece atividades de lazer para a sociedade do Distrito Federal.
Manter o quadro de resultados atualizado também foi tarefa constante
Prof. Jake, diretor da FEF, ladeado pelos coordenadores do evento, prof. Paulo Henrique e Prof. Américo
A mídia divulgou o evento
Emissoras de TV e rádio, além de sites e blogs divulgaram o evento, antes durante e após o seu encerramento.
A Rede Globo de Televisão esteve presente com a sua unidade de link e fez matéria ao vivo no DF TV primeira edição e outra matéria saiu no DF TV segunda edição.
Equipe da Rede Globo transmitiu ao vivo
A jornalista Rita Yoshimine interagiu com os participantes

O SBT também enviou equipe de reportagem que elaborou matéria e divulgou em seu jornais.
Além dessas emissoras, jornais, sites e blogs cobriram e divulgaram o Revezamento 25 Horas Nadando.
UnB e SESC-DF são parceiros
Evento da Faculdade de Educação Física, da Universidade de Brasília, em 2005, o 25 Horas Nadando recebeu a parceria do SESC-DF, cuja participação tem representado ampliação e melhora dos serviços oferecidos à comunidade participante. É uma parceria que realmente deu certo. 
O Laboratório GESPORTE planeja, coordena e realiza as atividades pertinentes à Universidade de Brasília neste evento, sob a coordenação dos professores Paulo Henrique e Américo Pierangeli Costa.  
Prof. Américo e prof. Paulo Henrique
O Revezamento voltou para casa e no próximo ano tem mais
O Revezamento Aquático 25 Horas Nadando voltou para as dependências da Universidade de Brasília e isso já se constituiu numa grande vitória para todos os participantes, já que eles queriam que isso ocorresse. Nós também.
Em 2015 teremos o 22º Revezamento Aquático 25 Horas Nadando. Estamos ansiosos, já trabalhando para a sua realização e aguardando a sua chegada.
Até lá!